JavaScript o que é? Onde está?

JavaScript o que é? Onde está?

por Fayra Miranda

Fig 1. Layout do primeiro site web — Você pode acessar aqui

Você acorda, pega o seu celular e resolve ler nosso novo artigo no Medium a caminho do trabalho. O dia foi corrido, você decide pedir comida pelo Uber para conseguir finalizar suas tarefas e deixar o seu quadro Kanban do Trello concluído. Você está com dúvida em um item do seu trabalho e, para saná-la, abre o bom e velho Google.

No horário do almoço, você dá aquela passado no LinkedIn para ver possíveis vagas de trabalho, curtir nossas postagens e fazer aquele networking. Após a sua refeição, você abre o Slack no seu computador, comunica com o seu time de trabalho e fala da evolução de suas tarefas.

O dia ainda não terminou, chegando em casa, você tem uma reunião via Microsoft Teams. Após a reunião, você entra no Discord para socializar, manda mensagem via Facebook Messenger para os seus amigos, abre o WhatsApp no computador e responde algumas pessoas.

O dia está acabando, você decide relaxar e atualizar sua série favorita no Netflix.

Mesmo sem saber, há uma característica comum em todas as plataformas citadas: Elas são desenvolvidas utilizando a linguagem JavaScript (seja utilizando Framework, ambiente de execução, ou biblioteca).

Mas, afinal de contas, o que é JavaScript? Por que usá-lo? O que é possível fazer com ele?

Nosso primeiro texto técnico visa esclarecer esses questionamentos e explicar um pouco mais dessa linguagem tão versátil e presente no nosso cotidiano.

JavaScript — Sua origem

A origem da linguagem JavaScript (ou JS para os íntimos) está diretamente relacionada com a história da Web.

Tim Berners-Lee, que trabalhava como engenheiro de software na CERN (European Council for Nuclear Research), notou a dificuldade de compartilhamento de informações relacionadas às pesquisas sobre aceleração de partículas.

Para diminuir essa dificuldade, ele propôs a utilização do hipertexto visando facilitar o compartilhamento das informações. No final de 1990, Tim conceituou três tecnologias que até hoje são a base da Web (HTML , URI e HTTP). Em 1991, a primeira página Web vinculada à internet tornou-se aberta para pessoas fora do CERN.

Fig 1. Layout do primeiro site web — Você pode acessar aqui

Como vemos, o primeiro site só usava a linguagem de marcação HTML para estruturar a página. Ainda faltava a estilização para deixá-lo esteticamente mais apresentável (papel do CSS) e a interatividade.

E foi assim que surgiu o JavaScript!

Em 1995, Brendon Eich, a pedido da empresa Netscape e juntamente com a Sun Microsystems desenvolveu a linguagem JavaScript para dar maior interatividade aos sites.

O JS inicialmente era chamado de LiveScript, e foi desenvolvido para ser uma linguagem que rodasse do lado do cliente (client side), ou seja, sua interpretação e seu funcionamento dependem diretamente das funcionalidades hospedadas no navegador do usuário.

Em 1997, a empresa criadora do JavaScript solicitou para a organização ECMA (European Computer Manufacture’s Association) especificar o JS. Assim surgiu o documento ECMA-262, especificação e padronização da linguagem JavaScript. Mais tarde, a linguagem do ECMA-262 acabou sendo nomeada como EcmaScript.

Anualmente, a cada versão da EcmaScript são adicionadas novas funcionalidades e correções de problemas da linguagem.

Importante ressaltar que: Java não é JavaScript!

As duas linguagens são diferentes!

Fig 1. Layout do primeiro site web — Você pode acessar aqui

Atualmente, JavaScript é uma das linguagens mais utilizadas no mundo!

Dito tudo isso, vamos ver alguns detalhes mais técnicos do JavaScript?

Possibilidades da Linguagem

Javascript é uma linguagem extremamente versátil e com diversas funcionalidades como:

  • Manipular conteúdo e apresentação
  • Manipular o navegador (controlar o comportamento do navegador)
  • Interagir com formulários
  • Interagir com linguagens dinâmicas

Além disso, a linguagem tem algumas características que são essenciais para você pessoa desenvolvedora conhecer: Sua tipagem é fraca e dinâmica (ou seja, você não precisa definir o tipo das variáveis antes da compilação) e é uma linguagem multi-paradigma.

O JS, pode ser usado tanto no front-end como no back-end, possibilitando a criação de aplicativos multiplataformas.

Há diversas tecnologias nas quais o JavaScript é o cerne. Algumas bem famosas e que você provavelmente já ouviu falar ou viu como requisitos para uma vaga são:

Pontos Positivos do JavaScript

Além da versatilidade, podemos citar outras tantas vantagens da linguagem JavaScript, algumas delas são:

  • Uma das linguagens mais utilizadas no mundo
  • Linguagem leve e rápida, facilitando a execução no navegador
  • É uma linguagem de alto nível, ou seja, mais próxima da nossa linguagem falada (no caso o inglês) do que a linguagem das máquinas (binários)
  • Há uma comunidade grande que utiliza a linguagem, portanto maior facilidade de você tirar suas dúvidas, encontrar materiais e respostas para os erros
  • Alta flexibilidade e versatilidade, podendo ser usada para criar aplicativos mobile e desktop, games, etc…

Onde e por quem é usado

Com todos esses e outros tantos benefícios, assim como a diversidade de oportunidades, o JS torna-se uma linguagem muito utilizada por diversas empresas e aplicações. Aqui, citarei apenas algumas (nada famosas 😂 ):

  • Facebook
  • Netflix
  • Microsoft
  • Paypal
  • Uber
  • Google
  • eBay
  • LinkedIn
  • Trello
  • NASA
  • Twitch
  • Slack
  • Medium
  • Figma

Por onde Começar Aprender

Agora que você já sabe que o JS é uma das linguagens mais utilizadas do mercado (inclusive por grandes empresas), está na hora de darmos algumas dicas para você iniciar os seus estudos.

Há uma grande quantidade de materiais sobre JavaScript. Citarei aqui os meus favoritos e que eu utilizei/utilizo para aprender mais sobre a linguagem.

Livros

  1. Eloquent JavaScript — Autor: Marijn Haverbeke
Fig 1. Layout do primeiro site web — Você pode acessar aqui

2. JavaScript o guia definitivo — Autor: David Flanagan

Fig 1. Layout do primeiro site web — Você pode acessar aqui

3. Guia do Programador: Guia completo das funcionalidades de linguagem JavaScript — Autor: Mauricio Samy Silva

Fig 1. Layout do primeiro site web — Você pode acessar aqui

Cursos Gratuitos

  1. Javascript Moderno — Gustavo Guanabara
  2. Discover Javascript — Rocketseat
  3. JavaScript Ninja — Fernando Daciuk
  4. JavaScript Algorithms and Data Structures — FreeCodeCamp (Em inglês)

Documentação

  1. MDN Web Docs — Javascript
  2. JavaScript Tuturial — W3 School

Aprender JavaScript e programação é uma jornada longa, porém com esforço e dedicação diária é possível não apenas entender, como fazer seus próprios códigos!

Referências:

….

Gostou do que leu? Então não se esqueça de dar mais de 50 claps e curtir nossas redes. É um pequeno gesto mas que auxilia este conteúdo impactar a vida de mais mulheres!

Deixe um comentário